SLI ou Crossfire? Nem um nem outro! Conheça o Hydralogix

Quem já teve aula ou bateu um bom papo comigo deve lembrar-se de algumas vezes eu ter falado sobre uma tecnologia chamada Hydra.

Bem, até 2008 essa tecnologia não passava de concept, então ela surgiu como um milagre, porém trazia muitos bugs e chegou até a ser desacreditada na época.

A idéia porém soa como um sonho para os gamers, imagine unir 2 placas de vídeo, somar sua largura de banda, sua capacidade de processamento e taxa de transferência? Ué, mas isso já existe… Crossfire da ATI e SLI da Nvidia. Pois é… mas imagine implementar uma dessas tecnologias mesmo que as placas de vídeo não a suportem; ou melhor… imagine unir 2 placas de vídeo de marcas diferentes e somar o seu desempenho? Isso é possível usando a tecnologia Hydra, ou agora Hydralogix.

Na tecnologia SLI é necessário usar 2 placas idênticas e que tenham suporte a tal, o que dificulta significativamente futuros upgrades se a placa não for exatamente idêntica. No caso do Crossfire, a ATI é um pouco mais flexível, podendo se usar 2 placas diferentes, desde que tenham suporte a tecnologia. Apesar da flexibilidade, a tecnologia força a placa mais potente a operar com as especificações da mais fraca.

Para usufruir da tecnologia Hydralogix é preciso ter um controlador da Lucid, seja na placa mãe, na placa de vídeo ou em um slot de expansão. O que o controlador faz é basicamente interceptar os comandos das APIs gráficas (OpenGL/DirectX) que tramitam entre CPU e GPU e balanceá-las através das placas 3D presentes no sistema. Assim, as informações finais são lidas pelo chip da Lucid que se encarrega de enviar tais dados para a GPU principal que processa a imagem na tela. Dessa forma é possível ter 2 placas de capacidades diferentes trabalhando com 100% do seu desempenho.

As GPUs ATI baseiam-se no recursos Alternate Frame Rendering (AFR) enquanto as Nvidias baseiam-se no recurso plit Frame Rendering (SFR). No primeiro caso, a GPU renderiza os quadros/frames inteiros e sequencialmente, no caso do Crossfire uma das placas fica responsável pelos frames pares enquanto a outra fica responsável pelos frames ímpares. Já no segundo caso, os frames são divididos horizontalmente em várias proporções e então dividido em duas partes distribuidas igualmente entre as placas.Vale destacar que o SFR não escalona a geometria ou trabalho tão bem como o AFR.

Enquanto no AFR, a limitação está na latência introduzida pela alternância dos frames entre as GPUs e a latência necessária pela resolução da dependência entre os frames. No SFR o gargalo está na necessidade de todas as GPUs para replicar todas as texturas e dados de geometria, e por isso, permanece com as limitações das geometrias de shaders e largura de banda de uma única GPU. A proposta da Lucid é justamente sanar os pontos fracos de ambas tecnologias.

Na tecnologia Hydralogix, o mecanismo de distribuição é responsável por ler as informações passadas pelo jogo ou pelo aplicativo DirectX antes de chegar aos drivers da NVIDIA ou AMD. A engine quebra os vários blocos de informação em tarefas específicas e que são passadas para qualquer uma das GPUs (no máximo 4 no sistema). As tarefas podem ser um efeito de iluminação, um caracter sendo desenhado, etc.

Não se convenceu? Imagine que como eu você seja o dono e amante de uma ATI Radeon e gostaria de se beneficiar da tecnologia PhysX, com o Hydralogix isso é possível.

Mas nem tudo são flores na vida de Joseph Climber…

O site do Tom’s Hardware fez um review da placa MSI P55 Fuzion que traz um controlador Hydralogix e executou vários benchmarks e concluiu que a tecnologia ainda não é aquilo que se espera e nem dá todo o desempenho que se sonha, porém ela ainda está só engatinhando, e provavelmente futuras versões talvez consigam cumprir tudo aquilo que é prometido.

O que vale lembrar é que a tecnologia hoje faz parte do nosso dia a dia e aquilo que era tido como impensável, impossível já se mostrou possível, palpável  plausível. Po isso e outros motivos que eu sempre digo… Na informática não existe o impossível, e sim o improvável. Qualquer coisa pode parecer improvável, mas nunca impossível.

Se quiser conferir o review completo clique aqui.

 

 

 

 

2 Respostas to “SLI ou Crossfire? Nem um nem outro! Conheça o Hydralogix”

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Akira. Akira said: veja #SLI ou #Crossfire? Nem um nem outro… conheça a novidade do momento, a tecnologia #Hydralogix. http://migre.me/3muiJ #professorakira […]

  2. Fico imaginando o que o futuro nos reserva em materia de computadores pessoais. Com uma tecnologia cada vez mais avançada,o que é produzido hoje em pouco tempo fica defassado e o que entao fazer com o lixo produzido em escala tao grande? Haja reciclagem

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: